Sobre Prof. Elisson de Andrade

Professor universitário e palestrante sobre Educação Financeira. Engenheiro Agrônomo (USP), Bacharel em Direito (UNIMEP), Mestre e Doutor em Economia Aplicada pela USP. Ganhador do prêmio BM&FBOVESPA de melhor dissertação/tese sobre derivativos (2004). Um eterno apaixonado em aprender e ensinar.

  • daniel

    Prezado professor, boa noite. Tenho preocupação com minha aposentadoria, logo, contratei um plano de previdencia privada VGBL com taxa de carregamento e administracao de 3% para ambos. Estou considerando o négocio ruim a longo prazo pois a taxa de administração consome enorme parcela do capital. Seria melhor aplicar na poupança dado que a SELIC esta cada vez menor ou utilizar um plano de previdencia com renda variavel de 30%? Hoje tenho contratado com renda fixa. O que poderia ser melhor para poupar para aposentadoria em relação a previdencia privada? obrigado

    • Olá Daniel. Realmente essas são perguntas um tanto quanto delicadas. Mas vamos para algumas reflexões. Realmente, um VGBL renda fixa com taxa de 3% ao ano é um péssimo negócio, hoje em dia. O que vc poderia fazer é transferir (portabilidade) para outro banco com menor taxa (nesse mesmo momento, talvez o gerente do banco faça algum bom desconto para você). Quanto a outras alternativas, com a queda da SELIC, a poupança também está caindo de rendimento, dada as novas regras. Logo, não é das melhores opções a Caderneta. Por fim, você poderia estudar outras formas de investimentos para montar sua própria carteira de longo prazo, mas isso é algo que não dá para sugerir como ela deveria ser composta. O conselho é que, ao longo do tempo, vá aumentando seu conhecimento sobre investimentos e diversificando-os, para sua carteira de longo prazo. Forte abraço.

  • Pingback: ()