Sobre Prof. Elisson de Andrade

Professor universitário e palestrante sobre Educação Financeira. Engenheiro Agrônomo (USP), Bacharel em Direito (UNIMEP), Mestre e Doutor em Economia Aplicada pela USP. Ganhador do prêmio BM&FBOVESPA de melhor dissertação/tese sobre derivativos (2004). Um eterno apaixonado em aprender e ensinar.

  • Grande Elisson,
    Meu amigo, educação financeira é maturidade no relacionamento com o dinheiro. Consumir com parcimônia e com aquilo que traz felicidade. Maximizar receitas é desejo de todos, mas gastar sabiamente é o que mantém o equilíbrio.

    Abraço!

    • Amigo Jônatas, já estava com saudade de seus comentários por aqui. Realmente, gastar com sabedoria é bastante importante. Forte abraço.

  • Murilo

    Acho que a formula do sucesso financeiro deve ser aplicada anualmente e anotada. Ex.: Em 2011 economizei 50% da minha receita anual. Em 2012 o resultado foi de 53% de economia. Detalhe: nao houve privações, viajei, sai na maioria dos fds. O segredo? Estudo + Disciplina + Vida frugal + Que se dane a grama verde do vizinho + Educacao Financeira. Se nao tiver como ganhar mais no curto prazo, e obrigatório cortar gastos para sobrar $ para investir. A sua principal despesa TEM que ser o $ para investir mensalmente.

    • Olá Murilo. Depoimento forte… gosto de pessoas assim, focadas. Apreciei a parte do “não houve privações” e compreendi exatamente o que quis dizer. Obviamente que não conseguimos tudo o que desejamos, o que demonstra que todos somos privados de algo, de certa forma. Todavia, ao adotar, conscientemente, a vida frugal e instaurando hábitos saudáveis, a sensação de privação diminui muito. Isso eu acho muito bacana de ser perseguido. Abração e até o próximo artigo.

      • Murilo

        Olá Elisson! Já venho acompanhando seu site há alguns meses. Muito bom!! Concordo com vc. Quando diz sobre a vida frugal, acho que devemos bater o martelo e dizer: minha vida e muito boa, tenho saude, amigos e familiares que gostam de mim, daqui para frente este será o meu padrao de vida. Lógico que gastos maiores surgirão com o casamento e filhos, mas o estilo de vida será o mesmo. Ou seja, muito do sucesso vem da psicologia e da disciplina e vontade de ter liberdade financeira. Nao tenho pretensões de ser rico, mas to sempre buscando oportunidades de melhorar a renda. Busco concursos publicos melhores, e trabalhos extras. Nem sempre melhores graduações serão acompanhadas de melhores salarios. Sou graduado apenas e acho que o $ e tempo investido na pos graduacao ira melhorar significativamente a minha renda. Abraço professor e parabéns pelo excelente site!!

        • Olá Murilo, obrigado por mais um comentário “show de bola”. Acredito que viver é uma arte, e como tal, tem a cara do artista. Não há fórmula, nem padrão. Se você está buscando sucesso pessoal e familiar, sente-se bem com isso, e o dinheiro é apenas um aliado (não um inimigo que sempre lhe falta nas horas mais importantes), acredito estar fazendo bom uso da vida. Abração e aguardo suas próximas reflexões.

  • Margareth Maia

    Obrigada, professor, o seu trabalho parece toda a minha admiração. No meu caso, sou mestre em educação, grad.uada e pós graduada em Ciências Humanas e Sociais, sociologia, atriz e produtora cultural. Sou como vê um poço de possibilidades. Até hj venho tentando entender porque não consigo ganhar dinheiro. Sempre ganhando aquele previsto para pagar as contas. Vou fazer o doutorado este ano em educação seguindo meus estudos mas este fato de não transformar tudo isso em cifrão tem me deixado preocupada. Acabo de ser aprovada num concurso público estadual para dar aulas de sociologia para ensino médio, o que já devia ter acontecido tempos atrás. Enquanto meus amigos estão se aposentando eu estou iniciando a minha carreira profissional. É uma situação atípica, que ao mesmo tempo em que agradeço a Deus por ter uma vida simples e tranquila, por vezes me dá uma sensação de que os meus passos são lentos demais, ora segue ora recua. Desculpe-me o desabafo. Mas sigo em frente com minhas meditações e reflexões acreditando que a Vida me dará o melhor que eu posso ter. Grande abraço e obrigada por seus artigos. Sucesso sempre.

  • Margareth Maia

    Estou pensando se existe um site interativo, tipo terapia financeira, em que as pessoas possam se encontrar e trocar sentimentos, emoções, enfim, conversar sobre sua vida financeira (global). Pensei isso agora ao lhe escrever pq me senti bem em partilhar o que sinto. De certa forma vc já vem fazendo isso, mas o fato de juntar, unir, aproximar as pessoas pode ser um bom exercício de autoconhecimento e alívio para aquelas que enfrentam problemas de várias ordem. Não se se me fiz entender, mas senti vontade de lhe propor isso. Grande abraço! O espaço vc já tem seria mesmo motivar e nesta motivação pode-se identificar brechar possível de serem trabalhadas.

    • Olá Margareth
      Não é normal sentir essa sensação de muito fazer e pouco avançar. É preciso, realmente, algum tipo de leitura de sua própria vida que talvez seja um pouco diferente de suas atuais convicções. As mudanças serão sempre a “longo prazo”, mas a própria convivência consigo melhorará muito com uma reflexão mais profunda. Para isso e já respondendo à sua pergunta sobre “terapia financeira”, sugiro fortemente o programa A CLASSE ALTA do amigo Seiiti Arata. Creio ser, disparada, a melhor saída para seu caso. Em seu e-mail estarei lhe passando maiores informações. Abraço.

  • Durval Pereira

    Amigo Profº Elisson.
    Excelente artigo, Parabéns!!!!

  • Pingback: ()